Na Flapper, os modelos têm sistema de entretenimento e centro de bebidas, e os voos podem custar até R﹩ 1 milhão, ou mais

A chegada da pandemia mudou muitos hábitos e um deles, sem dúvida, foi o de viajar. Isso porque as fronteiras dos principais países do mundo foram bloqueadas, para evitar a propagação da Covid-19. No entanto, existe a opção de fretar um avião para o exterior e viajar com segurança e claro, muito luxo. Os voos podem custar entre R﹩85.000 e R﹩1 milhão, ou mais. Segurança durante o voo, permissões internacionais e conforto de cabine são alguns aspectos nessa categoria. Além disso, tem aeronaves que permitem trajetos sem escala quando tem número limitado de passageiros.

Segundo Paul Malicki, CEO da Flapper, primeira empresa de aviação executiva sob demanda do Brasil, o trâmite para entrar no país é feito através da solicitação direta para as embaixadas. “Como voos comerciais não estavam sendo operados pelas companhias aéreas, o mercado de jatos executivos acabou absorvendo essa demanda e hoje é uma realidade cada vez mais frequente. É importante observar que nos últimos anos o que mudou é que temos muitos aviões para voos ultra continental, o que nos permite atender esse público”, explica o executivo.

Entre os destinos preferidos dos brasileiros estão Inglaterra, Portugal e Suíça. E quem decide ir para esses destinos fretando um avião, o conforto é essencial. Entre as opções disponíveis para fretamento na frota parceira da Flapper, alguns modelos se destacam no quesito luxo. Entre os modelos mais escolhidos para voos internacionais, está a aeronave Praetor 600, que possui assentos sofisticados que podem girar e se transformar em camas, é equipada com mesas espaçosas, têm as maiores janelas da sua categoria, proporcionando luz natural abundante e ainda, um fator relevante é que, dependendo do local de destino, a aeronave realiza o trajeto sem escalas.

Outra opção é o Global Express. Segundo Paul, a aeronave revolucionou o mercado dos modelos de ultra longo alcance por ter a mais confortável cabine da categoria.

“Além desses, outro excelente jato é o Gulfstream GV, que une luxo e produtividade. Essa aeronave possui quatro ambientes distintos e capacidade para até 14 passageiros. Algumas das features inclusas são lavatório fechado, sistema de entretenimento e centro de bebidas”, conta ele.

No mercado de aeronaves, a Falcon 7X é conhecida por sua elegância do nariz à cauda, ​além de apresentar eficiência e desempenho. É considerado o jato executivo tecnologicamente mais avançado do mundo.

“Além de sofisticação e conforto, a aviação executiva é a melhor alternativa para quem precisa viajar seguindo os protocolos de segurança, isso porque o número de pessoas é menor e o sistema de circulação de ar é 20 vezes mais eficiente do que de um avião comercial. Com isso, o passageiro se expõe 30 vezes menos ao vírus. Fretar um voo internacional pode ser caro, mas se tornou um artigo de luxo importante para quem quer viajar a negócios e também a lazer”, finaliza.

Para mais informações sobre as aeronaves e voos acesse: https://www.flyflapper.com/

Sobre a Flapper

Lançada em 2016, a Flapper é a primeira empresa de aviação executiva sob demanda no Brasil e oferece serviços compartilhados de voos e fretamentos. A empresa opera voos regulares na região Sudeste, com até 10 destinos de alta temporada em todo o país. Possui mais de 450 aeronaves para fretamento certificadas em sua plataforma e reporta mais de 200.000 usuários registrados em seu sistema